terça-feira, 14 de julho de 2009

Sustentabilidade corporativa: onde estudar?

Sobre o post anterior, quando disse que a área é enxuta, mas que, se possível, deveria envolver profissionais de comunicação, engenharia (de produção), administração e ciências sociais, obviamente outras graduações podem ser incluídas. A inserção na área vai depender muito mais da experiência da pessoa do que qualquer outro fator. O que acontece é que geralmente profissionais com essas formações ficam alocados na parte administrativa da sustentabilidade corporativa.

Para a área técnica, que envolve a execução de projetos, é muito comum a presença de profissionais de agronomia, todas as habilitações de engenharia, geologia, geografia, psicologia, assistência social, antropologia, pedagogia etc. A formação técnica vai variar de acordo com o negócio da empresa e do objetivo do projeto.

Assunto esclarecido, agora vamos ao que interessa.

Alguns posts atrás, o Pablo me perguntou como era o perfil de quem trabalha com sustentabilidade corporativa. Encarei essa pergunta de duas formas: a primeira é o perfil profissional, como é a área, as competências comportamentais necessárias, essas coisas. A outra é onde o profissional pode buscar qualificação.

Pois bem, a primeira parte já foi respondida. Segue agora a segunda parte com uma breve lista de cursos de extensão, especializações e mestrados relacionados à sustentabilidade em algumas das principais universidades do país. Não coloquei tudo que achei, pois senão o post seria infinito. Se alguém souber de outros cursos, principalmente nas regiões norte, nordeste e centro-oeste, me avisa que eu coloco aqui. Ah, procurei também não me ater a cursos voltados para as ferramentas, mas sim os que abordam uma visão panorâmica da área.

Pós Graduação

Bahia

UFBA
- Especialização em Gestão do Desenvolvimento e Responsabilidade Social;

Brasília

UNB
- Especialização em Desenvolvimento Sustentável e Direito Ambiental;

Minas Gerais

PUC
- Especialização em Gestão da Responsabilidade Social;

- Especialização em Gestão de Projetos Ambientais;

UFMG
- Especialização em Turismo e Desenvolvimento Sustentável;

- Especialização em Elaboração, Gestão e Avaliação de Projetos Sociais;

Paraná

UFPR
- Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento;

PUC
- Especialização em Ecologia Urbana: Construindo a Cidade Sustentável;

Rio de Janeiro:

UFRJ
- Especialização em Responsabilidade Social Empresarial e Terceiro Setor (o curso também é oferecido nas cidades de Petrópolis/RJ, São Paulo e Brasília);
- Especialização em Economia e Gestão da Sustentabilidade;
- Especialização em Economia e Gestão em Energia;

UFF
- Mestrado em Sistema de Gestão da Responsabilidade Social e Sustentabilidade;
- Mestrado em Sistema de Gestão do Meio Ambiente;
- Especialização em Gestão da Responsabilidade Social Corporativa;
- Especialização em Gestão de Negócios Sustentáveis;

FGV
- Especialização em Gerenciamento de Projetos no Terceiro Setor;

UVA
- Especialização em Responsabilidade Social e Gestão Estratégica de Projetos Sociais;

Rio Grande do Sul

PUC
- Especialização em Gestão da Responsabilidade Social;

São Paulo

FIA
- Especialização em Gestão e Empreendedorismo Social;

FGV
- Especialização em Gestão de Sustentabilidade;

TREVISAN
- Especialização em Governança Corporativa e Sustentabilidade;

UNICAMP
- Especialização em Gestão da Sustentabilidade e Responsabilidade Corporativa;

Cursos de extensão

São Paulo

FGV
- Economia do Meio Ambiente e seus Impactos nas Empresas;
- Gestão Ambiental Empresarial: Conceitos, Modelos e Instrumentos;
- Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial;

PUC
- Responsabilidade Social Empresarial no Século XXI;

ESPM
- Gestão da Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial;

UNIETHOS
- Construindo Negócios Sustentáveis;
- Gestão Estratégica para a Sustentabilidade;
- Alinhamento Conceitual em Sustentabilidade e RSE.

É claro que destes cursos, a maioria eu não conheço, nem posso assegurar a qualidade. Minha sugestão é que dêem uma olhada na grade curricular e no corpo docente. Uma coisa legal é jogar o nome dos professores no Google e tentar encontrar o que eles já fizeram dentro das empresas. Como área de negócio, portanto prática, não faz o menor sentido um curso de sustentabilidade em que a maioria dos docentes seja de acadêmicos.

Se quiserem a minha opinião, para mim (única e exclusivamente para mim), o curso que mais condiz com os meus objetivos é o MBA de Gestão de Sustentabilidade da FGV de São Paulo. No entanto, isso não quer dizer que seja o melhor de todos que expus. É apenas o melhor para o que eu quero, apesar de ser algo muito a médio/longo prazo.

9 comentários:

Thiago Machado disse...

De fato a interdisciplinalidade é uma regra para se efetivar tal proposta. No meu caso tento trabalhar esse assunto na Geografia, o que é muito novo no Brasil. Apesar de fazer uma análise crítica não posso desconhecer a importância da RSE, e por isso as informações que você expõe aqui colaboram muito. Espero que um dia você possa ler algum dos meus artigos, e dele tirar algum proveito. Estou esperando uma resposta sua mais extensa no orkut, acho que o debate nos faz evoluir no pensamento analítico, e principalmente neste assunto polêmico mas tão relevante pra sociedade do nosso século. abraço

Fernanda disse...

Ju!! Não tenho nem como descrever como esse blog é.. é...maravilhoso!

No entanto, gostaria de umas dicas: Há algum curso na área para quem ainda nao terminou a graduação??
Parece estranho, mas acho que, no meu caso, de engenharia química, tudo isso parece muito distante, quando na verdade não é, pois mexemos diretamente no processo.

Pode me auxiliar nessa???
beijos!

Julianna disse...

Fê, tem os cursos de extensão (coloquei alguns no texto) e os cursos voltados para ferramentas de sustentabilidade (SA 8000, GRI, ISO 14001, balanço social). Você pode fazer o curso de gerenciamento de projetos para o 3º setor no PMI daqui do Rio (custa 90 reais, se não me engano e é muito bom). O ruim é que esses cursos do Ethos são todos em SP. Vou ficar de olho quando tiver algum aqui no Rio e te aviso, tá?

bjs

Julianna disse...

Thiago, aquele debate é bom e longo. Tô sem tempo pra me inserir dele ativamente, mas não esqueci não. Pode deixar que assim que sobrar um fôlego eu volto lá.

Camila Fabrício disse...

Mais uma vez parabéns pelo blog. Adorei as indicações que deu a respeito de pós. Sou formada em engenharia de produção e quero muito trabalhar nessa área. Vejo que a questão da sustentabilidade é muito ampla e está muito relacionado com a forma que encaramos nosso trabalho, ou seja, em qualquer profissão podemos aplicar conceitos sustentáveis não importa se em menor ou maior grau.
Parabénsss!!!

Julianna Antunes disse...

Camila, é isso aí. Antes de ser processo de negócio, a sustentabilidade está em situações cotidianas. E esse drive, que eu chamo de sustentabilidade individual, é que nas empresas faz a maior diferença. Pode-se agir sustentavelmente na trabalho sem estar envolvido com a área diretamente.

Lu disse...

Julianna!!
Parabéns pelo blog! Já faz algum tempo que sou leitora, mas só hj resolvi comentar! Estou na fase final (escrevendo a dissertação) do mestrado e já começo a pensar no que fazer depois: doutorado, especialização, etc... portanto suas dicas foram muuuuito interessantes :)

valeeeus :)

Valmir disse...

Olá Juliana. Parabéns pela iniciativa do Blog e especialmente a divulgacao de informacoes de cursos de especializacao. Jpa te adicionei no Twitter e espero nosso permanente contato. Saludos desde Chile

Julianna Antunes disse...

Valmir, seja bem vindo ao blog e participe sempre!

Nos falmos no twitter.

Beijão