quarta-feira, 28 de julho de 2010

Porque não vou mais publicar a Agenda de cursos de sustentabilidade

Acho muito engraçado o fato de pessoas acharem que só porque se escreve e publica na internet, o conteúdo gerado é livre para qualquer um usar como bem entende. Para mim não é. Internet é apenas uma mídia; quem cria o conteúdo é dono dele e está amparado por uma lei de direitos autorais. Para quem não sabe, plágio é crime e está previsto no artigo 184 do código penal.

Por ironia do destino, desde o início do mês venho recebendo spam da newsletter do Instituto Brasileiro de Florestas. Ao verificar o conteúdo, percebi que eles utilizavam a agenda de cursos e eventos que EU fazia sem, sequer, dar os créditos. E para piorar, se apropriavam de conteúdo com fins comerciais, de relacionamento ou qualquer outra utilidade que tenha uma newsletter. Não sei se perceberam, mas o blog é Creative Commons, podendo o conteúdo ser replicado desde que citada a fonte e não se tenha objetivos de lucro com o conteúdo.

Eis as provas do crime:


A agenda de julho:

Imediatamente após a constatação do primeiro plágio, entrei em contato com eles por e-mail (e ainda por outras duas vezes), não obtendo qualquer resposta. Apelei, inclusive, para o twitter e de nada adiantou. O conteúdo da mensagem foi o seguinte:

“Caro Instituto Brasileiro de Florestas, não sei como meu email foi parar no mailing de vocês, mas o que mais me intrigou foi a agenda semanal de cursos relacionados à área de sustentabilidade. Por um acaso, quem fez essa agenda foi eu, num trabalho que durou mais de cinco horas de pesquisa, tendo sido bastante cansativo. Não é certo que vocês usem uma informação coletada por mim sem ao menos darem os créditos ou linkar tudo para o meu blog. Não me importo que usem o material, desde que ambos saiam ganhando. Vocês, com um conteúdo gerado por mim, e eu com acessos gerados pela divulgação feita no mailing de vocês. Pode ser assim? Caso contrário pediria que não mais utilizasse o conteúdo.”

Como puderam perceber pelas newsletters subsequentes, o pedido foi completamente ignorado e a postura antiética mantida. Acontece que eu não sou idiota para fazer um trabalho de corno que me consome um tempo absurdo para gerar conteúdo para outros se aproveitarem. Por conta disto, encerro minha compilação mensal de cursos, eventos e afins, mesmo sabendo que isso vai me gerar prejuízos em relação a visitas, já que era o post mais acessado do blog, além de prejuízo para leitores que querem se capacitar no assunto.

Como não obtive sucesso na abordagem, peço, caso queiram que eu continue fazendo o trabalho, que entrem contato com os responsáveis pelo plágio. Quem sabe mais pessoas reclamando da atitude, eles não se convençam de que roubar conteúdo dos outros é muito feio, não é mesmo?

Os contatos para onde enviei o email: news@plantearvore.com, contato@ibflorestas.org.br, contato@plantearvore.com.br e fabiana@plantearvore.com.br. O engraçado é que desde que entrei na seção Fale Conosco do site Plante Árvore, o email apresentado mudou duas vezes. Começou por esse contato@plante.... depois foi o e-mail da Fabiana e quem entrar agora verá o email da Silvia: silvia@plantearvore.com.br. Se preferirem apelar para o twitter, aqui está: http://twitter.com/plantearvore

A Agência de Sustentabilidade está implementando um sistema de newsletter que deve começar a disparar os e-mails a partir de agosto. Enquanto esse imbróglio não for resolvido, caso queiram ter acesso a agenda, peço que façam o cadastro no site http://www.agenciadesustentabilidade.com.br. E se algum advogado quiser me orientar a respeito do caso, sou toda ouvidos.

** Aproveitando o gancho, acabei de descobrir mais um plágio, desta vez com troca de palavras para que dificulte a descoberta e, muito pior, em um release enviado para vários blogs sobre um livro escrito por uma profissinal de comunicação!

http://www.inteligemcia.com.br/as-cinco-fases-da-comunicacao-na-gestao-de-mudancas-como-aplicar-conhecimento-na-sustentabilidade-corporativa/

http://www.pqn.com.br/portal_pqn2/index.php?option=com_content&task=view&id=10602&Itemid=1 

Reparem as sete primeiras linhas do texto e vejam o primeiro e o último parágrafo deste texto que escrevi há mais de um ano: http://www.sustentabilidadecorporativa.com/2009/06/quando-se-pensa-em-sustentabilidade.html 

É muita cara de pau, não?

5 comentários:

Julianna Antunes disse...

Porque não vou mais publicar a Agenda de cursos de sustentabilidade foi escrito e postado no dia 28/07/10.

Solano Martins Aquino disse...

Prezada Juliana,

Meu nome é Solano Martins Aquino, um dos fundadores e atual Presidente do Instituto Brasileiro de Florestas.

Gostaria de esclarecer que nosso objetivo como instituição e eu como cidadão é de promover ações que possam despertar a consciência ecológica nas pessoas de forma ética e responsável.

Reconheço a importância do seu trabalho e vou solicitar que nosso departamento responsável inclua os créditos quando publicarem a Agenda de cursos de sustentabilidade.

Caso tenha interesse podemos abrir uma conta em nosso site para que você possa postar seus artigos. Hoje o site do IBF tem mais de 60 mil acessos orgânicos/mês.

Juliana, temos que somar forças e jamais dividir, tratando-se de causas nobres como a nossa.

Parabéns pelo trabalho.
Continue firme!

Abraços.

Solano

Diêgo Poseidon Lôbo disse...

Olá, Juliana.
É uma pena mesmo...
Desde que conheci seu blog, passei a divulgar esta agenda, que é muito bem feita.
Essa semana tive um post copiado totalmente. Tiraram apenas o primeiro paragráfo, que eram informações sobre o blog, e colaram o restante. Fui reclamar, pedir meus créditos, e o post foi apagado.
É uma pena que as pessoas não reconheçam o trabalho de blogueiros como, realmente, um trabalho.
Como leitor, espero que dê tudo certo.

Tulio Malaspina disse...

Quando você criou essa agênda eu imaginei que algo parecido ia rolar. Claro que achei totalmente bizarra a atitude do IBF, porém você deve entender que muitas vezes alguns erros acontecem. Pelo post do Solano, alguém sentou na merda.
Pessoalmente eu entraria em contato para saber sobre o assunto, não tomaria a atitute de retirar o conteúdo, que é tão importante a ponto de ser replicado em muitos sites e blogs.
Enfim, nem sei exatamente o que aconteceu para ficar falando, mas deixo minha opinião. Sou muito a favor do diálogo, sempre.
Você é ótima!
Parabéns!!

Julianna Antunes disse...

Tulio, eu entrei em contato três vezes por email e uma vez por twitter e fui ignorada. Eles roubaram o conteúdo na cara de pau e só vieram dar satisfação depois de eu expor o caso. Ainda assim não reconheceram o erro, não pediram desculpas e nem justificaram a atitude. O Solano veio falar de unir forças.Pelo que me consta, eu propus a parceria e ninguém se manifestou.