quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Mas afinal, o que é economia de baixo carbono?


A grosso modo, economia de baixo carbono se fundamenta numa economia onde os setores produtivos minimizam as emissões de gases do efeito estufa, principalmente o gás carbônico. Isso se dá através de eficiência e inovação de processos e na utilização de recursos energéticos de matriz renovável.

O conceito parte do princípio de integrar as atividades primárias, a manufatura. o transporte, dentre outras atividades, a diferentes tecnologias que permitem a produção de energia e materiais com pouca emissão de GEE. Somado a isso, a economia de baixo carbono também procura fortalecer ações voltadas para reutilização e reciclagem de materiais e resíduos.

Quando a gente fala de economia de baixo carbono, a consequência direta é o impacto nas mudanças climáticas. Apesar de ser discutido há bastante tempo por técnicos e especialistas, foi a partir da COP-3 que as pessoas passaram a entender o tamanho do problema.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Mitigação x Compensação: o impacto do carbono gerando benefícios

Sempre fui pé atrás em relação ao que as pessoas falam sobre carbono. Se alguém tiver disposição, pode procurar post onde eu meto pau. Sabe por quê? Porque a maioria das pessoas achava que a solução para o carbono era plantar árvore. Papo chato, papo inútil e greenwashing. Nada mais que isso.

Mas as coisas evoluem. Não tanto na velocidade que eu gostaria e o tema demanda, mas as coisas evoluem. Ainda bem. No caso do carbono, sempre falei que não adiantava a empresa plantar árvore para "neutralizar" seus impactos, se o processo de produção não mudasse. Além do que, o efeito é muito, muito pequeno. Ainda tem o fato de que se todas as empresas pensassem o mesmo, uma hora não ia mais ter muda e nem espaço pra plantar tanta árvore.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Balanço energético: como está o seu?

Ok, já tem tempo que esse encontro da Coca aconteceu. Na verdade já até aconteceu outro. Mas eu vou falar dele hoje (do primeiro). Para começar, algo completamente diferente de tudo que já tínhamos feito nessas últimas quatro temporadas (ou cinco, se considerarmos o ano 0). O bate-papo foi sobre balanço energético e ao invés de um espaço fechado, foi tudo ao ar livre, num piquenique delicioso, com a vista linda da Marina da Glória e com pessoas que moram no meu coração. Ou seja, uma experiência. Uma baita experiência.

E aí vocês perguntam: que diabos é balanço energético? Eu respondo: matemática simples, meus caros. É o resultado entre a quantidade de calorias consumidas, menos o seu gasto de energia (metabolismo + atividades físicas). Balanço positivo significa que você está acumulando gordura (acredite em mim, é o maldito bacon da barriga!), balanço negativo significa que você está perdendo gordura.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Se você quer trabalhar com sustentabilidade, fuja da área de sustentabilidade

Antes de começar a escrever, devo dizer que título não é uma ironia. Pelo contrário, ele é bem sério. 

É importante deixar claro que não estou falando de área operacional, onde vamos encontrar pessoas formadas em biologia que vão trabalhar respondendo condicionantes de biodiversidade ou engenheiros ambientais que vão trabalhar com recursos hídricos, por exemplo. Não estou falando do analista/coordenador/gerente de meio ambiente. Falo do analista / coordenador / gerente / whatever de sustentabilidade.

Pouco importa a sua formação, a sua experiência ou o que você espera que seja a área. A verdade é que você vai se frustrar. Sabe por que? A área de sustentabilidade é composta, basicamente, de (poucas) pessoas voltadas para projetos de engajamento, relacionamento e prestação de contas.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Alimentação saudável, divertida e sustentável

Ok, ok, ok. Faço um mea culpa. O blog está abandonado. Não gostaria que estivesse assim, mas dentre um monte de desculpas esfarrapadas, há o fato de eu estar sem computador há quase dois meses (thanks Dell! Do fundo do coração) e escrever no tablete é uma opção deveras irritável. E aí que coisas diversas também aconteceram nesse tantão de tempo ausente, mas como isso aqui não é diário, elas não vêm ao caso. 

Retomando os papos sustentáveis, eis que na semana retrasada tivemos o início de mais uma edição do Viva Positivamente (eeeeee \o/), este ano com o tema alimentação sustentável.